Publicidade

terça-feira, 12 de julho de 2011 Cultura pop | 18:28

Al Pacino como Phil Spector

Compartilhe: Twitter

Abaixo, a primeira foto de Al Pacino como o superprodutor Phil Spector, feita pelo “New York Post”:

A foto foi tirada em Nova York, onde Pacino está filmando a cinebiografia de Spector, dirigida por David Mamet.

A vida de Spector é uma das mais impressionantes e turbulentas da história do rock. Tornou-se um dos principais produtores do mundo a partir dos início dos anos 1960. Perfeccionista e compulsivo, criava técnicas para alcançar o tipo de som que imaginava na cabeça.

Foi o responsável por uma das melodias mais incríveis dos anos 1960 (“Be My Baby”, das Ronettes”); gravou “Unchained Melody” (que depois foi “revivida” em “Ghost”) e “You’ve Lost That Love Feeling” dos Righteous Brothers; mexeu totalmente em “Let it Be”, dos Beatles, a pedido de Lennon (o que deixou McCartney furioso); colocou as mãos nos primeiros discos de Lennon e de George Harrison.

Enquanto produzia um disco com Leonard Cohen (“Death of a Ladie’s Man”), brigou com o cantor e chegou a trancá-lo fora do estúdio para não ser importunado enquanto mixava as canções. (Cohen, claro, ficou furioso.)

Depois fez “End of the Century”, o mais pop dos discos dos Ramones. A coisa não foi nada tranquila. Spector chegou a apontar uma arma para os músicos para evitar que eles deixassem o estúdio.

Spector sempre foi recluso, intransponível. Até 2003. A  atriz Lana Clarkson foi encontrada morta por um tiro na mansão de Spector. Ele disse que a atriz morreu por acidente. Levado a julgamento, foi condenado em 2009 a 19 anos de prisão. Spector tem, hoje, 71 anos.

Autor: Tags: ,

Nenhum comentário, seja o primeiro.

Os comentários do texto estão encerrados.