Publicidade

terça-feira, 7 de fevereiro de 2012 música | 12:47

Sónar: um festival que olha para o futuro

Compartilhe: Twitter

Bjork, Justice, James Blake, Four Tet, Modeselektor, Ryuichi Sakamoto, Mogwai, Squarepusher, Hudson Mohawke, Totally Enormous Extinct Dinosaurs, Austra (este último já comentado aqui). Estes serão alguns dos protagonistas da segunda edição paulistana do Sónar (11 e 12 de maio, no Anhembi). Os ingressos já estão sendo vendidos.

Alguns desses nomes são velhos conhecidos, outros apareceram há pouco tempo, mas praticamente todos têm um ponto em comum: não se acomodam em recriar o passado. São pessoas que teimam em olhar para a frente , que não têm receio de utilizar meios tecnológicos para criar (ou pelo menos tentar criar) algo novo. Ainda bem.

Veja, por exemplo, a Bjork. Você pode até não gostar de sua música, mas não dá para negar que essa islandesa busca algo original, antenado com os dias de hoje. Não sei nem se “Biophilia”, seu mais recente disco, pode ser chamado de “disco”. São canções feitas com ajuda de iPad, que interagem com aplicativos e se transformam totalmente ao vivo. Como no show que ela fez no inglês Bestival, no ano passado.

Com outros “veteranos”, como Jeff Mills, Mogwai e Ryuichi Sakamoto, a intenção é a mesma: produzir algo inesperado, não conformista. Pode ser chato? Pode, mas aí é outro papo.

***

Escrevi acima que “praticamente todos têm um ponto em comum” porque o Justice me parece estar fora desse grupo. A dupla francesa olha mais para o passado do que para o futuro. Seu segundo disco, “Audio, Video, Disco” é rock setentista feito com equipamentos eletrônicos. Pode ser divertido? Pode, mas aí é outro papo.

***

Após uma conversa com os organizadores do Sónar SP, algumas infos:
– Bjork está pessoalmente indicando/aprovando nomes que tocarão em seu palco na sexta-feira (11 de maio). Ela deu sinal verde para Hudson Mohawke e James Blake, por exemplo;
– Ainda faltam 16 ou 17 nomes para serem anunciados. Alguns desses farão parte da Red Bull Music Academy, que será montada dentro do espaço do festival;
– O Sónar Pró, espaço com workshops, palestras etc., já está recebendo inscrições (gratuitas); basta mandar e-mail para sonarpro@sonarsaopaulo.com.br com nome, idade, RG, ramo de atuação, empresa na qual trabalha e um pequeno texto descrevemdo por que deve participar do espaço.
– Squarepusher vem com show novíssimo: com músicas de disco que está para ser lançado e visual inédito.
– Será possível entrar e sair do evento; dá , por exemplo, para assistir algo no final da tarde de sábado e voltar horas depois

***

Já estão sendo divididas as atrações de cada dia do festival.

dia 11
Bjork, Little Dragon, James Blake (DJ set), Austra, Hudson Mohawke, Za!, Gui Boratto, Emicida, Marky x Patife, Ricardo Donoso

Dia 12
Justice, Mogwai, Modeselektor, Alva Noto 7 Ryuichi Sakamoto, Jeff Mills, James Blake (live), Four Tet, Seth Troxler, Totally Enormous Extinct Dinossaurs, John Talabot, The Twelves, M. Takara x Akin, Psilosamples, Gang do Eletro, Silva, Dago, Bruno Belluomini

Autor: Tags: , , , , , , , ,

7 comentários | Comentar

  1. 57 Bridges 08/02/2012 13:54

    Fãs da Bjork são piores que fãs do Iron Maiden! 😀
    Eu fui na primeira edição do Sonar/Nokia Trends aqui em SP., em 2004. Rolaram shows muito bacanas (incluindo o LCD Soundsystem, que não era hypado). Foda foi aguentar Marky e patife que…tocarão neste ano! Se o futuro chegou esqueceram de avisar o Brasil. De novo!
    Mas Four tet, Mogway e Mills valem o ingreeso.

  2. 56 Alexandre 08/02/2012 1:40

    Na verdade esta também não é a segunda edição do Sonar Sound em S.P. Em 2003 tivemos o Sonar em SP na Àrea Externa do Credicard Hall e eu estava la. Foram sessões espetaculares com 3 palcos e Shows simultâneos. Pena :(

  3. 55 Nignog 08/02/2012 0:08

    Bleh pra essa história de “artista que usa as tecnologias mais avançadas é automaticamente antenado”. O Drum ‘n Bass fazia isso em 1998 e era a “música do futuro”. O futuro chegou, e ninguém mais dá a mínima pra esses e outros estilos futuristas da época. Daqui a 5 anos, ou talvez 5 meses, fazer música com Ipad vai ser o mesmo feijão com arroz.

    A “inovação” que eu gostaria de ver seria música feita por gente que realmente domina a linguagem musical e tem conteúdo pra expressar nessa linguagem.

  4. 54 VenetianSnares 07/02/2012 23:52

    SQUAREPUSHER!!!!!!!!!!!!! CARAMBA!!!!!!!!!!

  5. 53 Glaucia 07/02/2012 22:29

    A Bjork não é humana, com essa voz celestial e intergalática dela, não pode ser humana!

  6. 52 Dênis Pimenta 07/02/2012 22:10

    Thiago Ney, você demonstra claramente que não entende nada de Björk, mesmo! Biophilia é sim, um disco, aliás, é MAIS do que um disco. E, ao contrário do que você quer induzir os leitores a pensarem, as músicas não foram “criadas com a ajuda do Ipad”. São músicas altamente conceituais, muito bem compostas e coerentemente arranjadas. Ela, inclusive, CRIOU e mandou PRODUZIR vários instrumentos musicais analógicos especialmente para Biophilia. Ela CRIOU para a ocasião o “gameleste” e uma harpa acionada pela força da gravidade, entre outros. O Ipad veio depois que as músicas já estavam prontas e gravadas. Foi quando ela se reuniu com um time de criadores de softwares e pediu que eles criassem aplicações ou softwares INSPIRADOS nas músicas de Biophilia. Ah! E eu moro na Bahia, em Salvador, terra dessa porcaria de música que chamam de “axé”, e eu sou fã incondicional de Björk, tenho e amo todos os álbuns dela e até viajei para um Tim Festival de Curitiba só para curtir um show dela. E tem muito mais gente por aqui que também gosta e muitíssimo das músicas dela. É, meu caro Thiago Ney, como se diz em inglês “assuming is the mother of all fuck-ups”, viu, meu rei? P.S.: assuming: pressupor; a pressuposição.

  7. 51 Purple Man from Brasil 07/02/2012 15:26

    Thiago: Bjork e Mogwai apontando para o futuro da música?

    Devo deduzir então que plúmbeas nuvens pairam sobre a mesma.

    Abraços ao som de http://x.co/gPdF

    PAZ!
    AMOR!
    ALEGRIA!

    Purple Man from Brasil

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.