Publicidade

segunda-feira, 27 de maio de 2013 música | 16:58

Disclosure: como dois irmãos estão dominando a dance music

Compartilhe: Twitter

Jessie Ware canta com o Disclosure no Coachella 2013 - foto: Getty Images

Uma banda sabe que tornou-se importante quando passa a ser alvo de discussões apaixonadas. O Disclosure chegou lá.

Disclosure é uma dupla formada pelos irmãos Guy e Howard Lawrence. Os dois são ingleses, de uma cidadezinha colada a Londres, e têm apenas 19 (Howard) e 22 (Guy) anos.

A pouca idade é inversamente proporcional ao tamanho do barulho que o Disclosure está provocando na dance music. Para o Guardian, por exemplo, desde que surgiram Fatboy Slim e Chemical Brothers um nome não causava tanto estrondo na música eletrônica britânica. Mas muita gente joga pedras no Disclosure – alegando, principalmente, que a dupla se aproxima demais do pop e exagera nas músicas com vocais.

O esperto blog Truants até fez um post “in Defence of Disclosure”. O texto do “Guardian” tem o título “Como o Disclosure está reiniciando a dance music”.

Não sei se o Disclosure está reinventando algo, mas eles estão a um passo de se tornarem tão grandes como David Guetta, Deadmau5 e Skrillex. A dupla já trilha um caminho importante para “acontecer”: o mercado norte-americano. Já circulam por clubes do país e chegaram a fechar um dos palcos do Coachella 2013.

O que conta a favor da “dominação” Disclosure é o fato de a dupla pegar o ouvido tanto de quem gosta de eletrônica como de quem ouve rock e pop. Os irmãoes são adorados, por exemplo, pelo veterano das pistas Pete Tong e, pra ficar apenas entre os DJs da  ótima Radio 1, e pelo “roqueiro” Zane Lowe. São noticiados tanto pelo New Musical Express e pela Spin como pelo Resident Advisor.

O que eles fazem enquadra-se dentro do UK Garage, gênero filho da house e precursor do dubstep que fez bastante sucesso no Reino Unido nos anos 1990. Nas músicas do Disclosure encontramos muitos vocais soul, batidas que combinam melodia e energia de pista.

O single “Latch” vendeu mais de 300 mil cópias apenas no Reino Unido. De novo: em uma época em que ninguém compra música, dois irmãos que produzem eletrônica na casa em que moram vendem 300 mil cópias de um single que pode ser encontrado/ouvido/baixado facilmente na internet.

O primeiro disco, “Settle”, sai na semana que vem e traz participações de nomes como Jessie Ware, Eliza Doolittle, Jamie Woon, AlunaGeorge, entre outros.

Enquanto o Daft Punk passa por três estúdios em três cidades diferentes para produzir um disco nostálgico e sem riscos, os irmãos Disclosure produzem música inquieta e contemporânea a partir de laptops e pouca coisa mais. O domínio da dance music deve mudar de mãos.

Autor: Tags:

1 comentário | Comentar

  1. 51 Elias Dias Junior 27/05/2013 22:48

    Adorei o som da banda, não tenta se “amarrar” em um único estilo, passeia entre vários, mas falta algum hit, algo comercial, ligado a algum produto(filme, clube, parceria com algum DJ mais famoso), para evoluir e se consolidar. Ainda tem a beleza de produções independentes, tem que aproveitar o bom início para deslanchar.

  1. ver todos os comentários

Os comentários do texto estão encerrados.