Publicidade

Arquivo de maio, 2014

segunda-feira, 26 de maio de 2014 música | 18:28

Arctic Monkeys no parque

Compartilhe: Twitter

arcticmon

Bob Dylan, Stone Roses, Oasis, Jimi Hendrix (foi ali que ele queimou uma guitarra no palco pela primeira vez, em 1967), Happy Mondays (em 1987!!), The Cure, New Order, Sex Pistols, Rage Against the Machine. E Arctic Monkeys.

A banda liderada por Alex Turner fez dois shows esgotados (45 mil pessoas), na sexta (dia 23) e no sábado (24),  no Finsbury Park, local ao norte de Londres acostumado há bastante tempo a receber grandes nomes da música pop.

Os dois shows tiveram setlist bem parecidos – ambos com participação do Miles Kane em uma música. No sábado, das 21 faixas tocadas, dez eram de “AM”, a obra-prima lançada no ano passado. Desse disco, apenas “I Want it All” e “Mad Sounds” não entraram.

Não sei se há hoje banda melhor do que o Arctic Monkeys (igual, tudo bem, mas melhor?). Acusada de não saber se portar bem ao vivo (lembro que alguém do NME ou do Guardian chegou a escrever que o Arctic Monkeys deveria aprender a fazer show grande com o Muse), hoje o AM mostra-se confortável em palcos enormes. A própria postura de Alex Turner mudou: vemos o cara ao vivo e sabemos que estamos de um rockstar.

Esses shows no Finsbury Park mostram que a banda não se intimida com multidão. Abaixo, alguns vídeos dos dois dias. Em seguida, o setlist.

“Do I Wanna Know?”
“Snap Out of It”
“Arabella”
“Brianstorm”
“Don’t Sit Down ‘Cause I’ve Moved Your Chair”
“Dancing Shoes”
“Library Pictures”
“Crying Lightning”
“I Bet You Look Good on the Dancefloor”
“She’s Thunderstorms”
“Nº 1 Party Anthem”
“Why’d You Only Call Me When You’re High?”
“Fireside”
“Cornerstone”
“Knee Socks”
“Fluorescent Adolescent”
“505”
“Standing Next to Me”
“One for the Road”
“I Wanna be Yours”
“R U Mine?”

Autor: Tags:

quinta-feira, 22 de maio de 2014 música | 14:46

The Jesus and Mary Chain ao vivo na Argentina

Compartilhe: Twitter
Jim Reid em show do J&MC - Getty Images

Jim Reid em show do J&MC – Getty Images

Não importa que a juventude tenha ficado para trás e que o último disco tenha saído há 16 anos. O valor afetivo encobre qualquer ponderação racional quando tratamos de uma banda como Jesus and Mary Chain.

A melodia através do noise. O lado B, sujo e desajustado, do rock limpinho dos anos 1980. O J&MC era (é) pura energia raivosa, mas é capaz também de um lirismo arrebatador, como em “Happy When it Rains”.

A banda está voltando ao Brasil. Toca no festival Cultura Inglesa (entrada gratuita) no domingo (dia 25), no Memorial da América Latina de São Paulo, e no Vivo Open Air, na terça (dia 27), no Rio.

Antes, Jim e William Reid passaram, nesta terça, por Buenos Aires. Abaixo, “Head On” e “Happy When it Rains”.

Autor: Tags:

quarta-feira, 14 de maio de 2014 música | 14:05

M.I.A. + Beyoncé

Compartilhe: Twitter
M.I.A. em show em 2013 - Getty Images

M.I.A. em show em 2013 – Getty Images

Não tinha como dar errado. Uma música nova e ótima da Beyoncé encontra uma M.I.A. inspirada que nos lembra aquela que lançou o original e impactante “Arular” em 2005.

O resultado é “Baddygirl 2”, nome da faixa que a M.I.A. acaba de soltar. “Baddygirl 2” está sendo descrita como um remix, mas é mais uma versão que a M.I.A. fez para “Flawless”, música que está no mais recente disco da Beyoncé.

A M.I.A. tirou algumas partes de “Flawless”, colocou outras (como um sample de “Diva”, da própria Beyoncé) e fez de “Baddygirl 2” uma deliciosa calda sonora explosiva que a gente não encontra por aí.

Autor: Tags: ,

terça-feira, 6 de maio de 2014 música | 12:59

Savages – “Fuckers”

Compartilhe: Twitter
O Savages no Lollapalooza BR - Camila Cara/Divulgação

O Savages no Lollapalooza BR – Camila Cara/Divulgação

Uma das músicas que marcaram o Lollapalooza BR 2014 e que fechou a raivosa apresentação do Savages no festival, “Fuckers” acaba de sair em formato single, em disquinho que traz também a faixa “Dream Baby”.

“Fuckers” é, talvez, a melhor música já feita pela banda feminina liderada pela ótima Jehnny Beth. E ganhou um clipe estiloso de 10 minutos de duração que mostra as meninas em um show, no já conhecido clima sombrio-tenso que caracteriza o grupo.

“Don’t let the fuckers get you down”. Coisa linda.

Autor: Tags: