Publicidade

Arquivo de junho, 2014

segunda-feira, 30 de junho de 2014 música | 17:40

Ikey e “Timbuktu”, dos melhores raps do ano

Compartilhe: Twitter

ikey

Não sei muito sobre Ikey, esse rapper nascido em Nova York que passou um tempo na Nigéria e agora vive em Maryland.

O cara acaba de soltar a faixa “Timbuktu”, que não apenas é muito bem produzida como em uma letra esperta demais (“sou muito gordo parar usar roupas de grife”).

Ikey está para lançar o primeiro disco. “Timbuktu” é um excelente aperitivo.

Autor: Tags:

quarta-feira, 11 de junho de 2014 música | 16:56

A dupla New God (ou como os Beach Boys soariam se tivessem nascido em 2014)

Compartilhe: Twitter

newgod

Harmonias vocais que lembram Fleet Foxes; toque psicodélico que pode ter sido emprestado do Tame Impala; doçura pop que nos remete ao Beach House. Ou como os Beach Boys soariam se tivessem nascido em 2014.

Este é o New God (dois irmãos americanos, Kenny e Curt Tompkins), que acaba de soltar a linda “Firework”, faixa que estará no segundo disco da dupla (de mesmo nome; sai no final de julho) e que pode ser ouvida abaixo.

Autor: Tags:

segunda-feira, 2 de junho de 2014 música | 18:15

Missiles at a Wedding e Iridescent – “Rove and Clear”

Compartilhe: Twitter
Missiles at a Wedding e Iridescent - Divulgação

Missiles at a Wedding e Iridescent – Divulgação

A música eletrônica underground mostra-se um ambiente fértil para os produtores brasileiros. Esse universo é explorado por bem-vindas iniciativas como as coletâneas “Hy Brazil” produzidas pelo produtor e agitador carioca Chico Dub.

Comentei neste blog o quarto volume da compilação, que traz faixas de nomes com Manara, Aldo, Carrot Green e Bruno Belluomini.

São músicas que fazem companhia a coisas que estão sendo feitas por gente como SeixlacK,  Soul One, Bruno Real, Jaloo. E, também, Missiles at a Wedding e Iridescent.

O Missiles at a Wedding (projeto do produtor Marcus Vinícius Brasil) e o Iridescent (de Victor Lucindo) acabam de soltar um split pelo selo Step In Recordings. O EP, chamado “Rove and Clear”, tem duas faixas de cada um.

O split faz sentido, pois as quatro músicas praticamente complementares. Desenvolvem-se em um ritmo meio lento e desenham uma paisagem abstrata que às vezes se aproxima do minimalismo, às vezes utiliza-se de ruídos para pintar um ambiente intimista.

“Rove and Clear” é o tipo de EP que passa rápido e fica no repeat.

Autor: Tags: ,