Publicidade

Arquivo da Categoria música

quarta-feira, 4 de março de 2015 música | 19:48

Warpaint – “No Way Out”

Compartilhe: Twitter

warpaint

“No Way Out” é a “primeira de uma série de faixas que serão lançadas neste ano”, afirma a banda Warpaint na descrição do vídeo que traz a música. Já é tocada ao vivo há algum tempo – e das melhoras coisas que a banda já soltou.

Autor: Tags:

segunda-feira, 2 de março de 2015 música | 19:13

Mark Ronson produz nova música – para o rapper Action Bronson

Compartilhe: Twitter

actionbronson

Dono de um dos discos (“Uptown Special”) mais bem-sucedidos deste 2015 e de uma música (“Uptown Funk”) que lhe rendeu merecido prêmio de single do ano no Brit Awards, Mark Ronson parece estar em todos os (bons) lugares.

O rapper (e figuraça) norte-americano Action Bronson lança o álbum “Mr. Wonderful” no final de março, e uma de suas faixas tem os beats produzidos por Mark Ronson.

A música chama “Baby Blue”, tem participação do Chance the Rapper e o característico groove funk de Mark Ronson. O áudio da faixa segue abaixo – em seguida, o vídeo da também ótima “Easy Rider”.

Autor: Tags: , ,

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015 música | 17:04

Tobias Jesso Jr.: aos 29 anos, uma nova voz no pop

Compartilhe: Twitter

tobias

O canadense Tobias Jesso Jr. mudou-se para Los Angeles e tentou tocar guitarra, baixo e compor músicas para outros artistas/bandas, mas como o anonimato não o deixava, voltou para a Vancouver natal, para ficar com a mãe, que estava doente. Ele tinha 27 anos. Como havia um piano na casa, começou a compor usando o instrumento como base.

Isso foi em 2012. Pouco depois, com algumas faixas na mão, mandou um email para Chet JR White, que era uma das metades do Girls (ao lado do vocalista Christopher Owens). White gostou e colocou Tobias Jesso Jr em contato com o selo True Panther. O resultado disso é o disco “Goon”, que sai em 17 de março.

Além de White, o disco foi produzido por Patrick Carney, e pelo requisitado Ariel Rechshaid (Haim, Brandon Flowers, Sky Ferreira). e traz o hit “How Could You Babe”, que ele tocou em sua primeira apresentação na TV norte-americana, no programa do Jimmy Fallon, em uma versão emocionante.

A música é de uma melancolia dilacerante: “I guess we gave it a try/ And then I guess we tried again/ I don’t remember why/ But nothing’s as hard to do/ As just saying goodbye/ And when love is in the way,/ you gotta say/
“I guess love ain’t always right”/.

Esse vídeo está abaixo – em seguida, uma session que ele fez pro La Blogothèque.

Autor: Tags:

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015 música | 14:36

Tombo foi a melhor coisa que poderia ter acontecido a Madonna

Compartilhe: Twitter
Madonna pouco antes de cair no Brit Awards - Gareth Cattermole/Getty Images

Madonna pouco antes de cair no Brit Awards – Gareth Cattermole/Getty Images

Ter caído de maneira tão espetacular no encerramento do Brit Awards, em cerimônia com transmissão ao vivo e globalizada, foi a melhor coisa que poderia ter acontecido a Madonna, nestes dias que antecedem o lançamento do 13º disco da cantora de 56 anos.

À parte exceções como campanhas em que marca de bebidas é acusada de estimular o estupro, o adágio “não existe publicidade ruim” continua a ser regra, especialmente para artistas como Madonna.

Menos de 24 horas depois da queda, uma pesquisa pelas palavras Madonna falls Brit no Google apresenta 89 milhões de resultados. Já se formos pesquisar por Madonna rebel heart (título do disco que sai na semana que vem), teremos 5,6 milhões de links. Com o tombo, Madonna volta a ser “o” assunto da hora.

O incidente acabou revelando-se positivo para Madonna por outros dois motivos: 1) Vimos que ela realmente estava cantando ao vivo, e 2) ela e sua stylist, B Akerlund, souberam brincar com o ocorrido nas redes sociais.

E Madonna não poderia ter escolhido música mais adequada para a apresentação do que “Living for Love”, em que ela canta: “Eu peguei minha coroa,/ coloquei novamente em minha cabeça/ eu posso perdoar/ mas nunca vou esquecer”.

Autor: Tags:

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2015 música | 14:16

Waxahatchee: os anos 1990 de volta por uma voz feminina

Compartilhe: Twitter

waxahatchee

Waxahatchee Creek é um rio no Estado do Alabama que inspirou o nome da banda de uma menina só feita por Katie Crutchfield. “Ivy Tripp”, o terceiro disco do Waxahatchee, sai no começo de abril pelo selo Merge Records.

Não haveria casa melhor para este disco do que a Merge Records, gravadora dos caras do Superchunk, já que “Ivy Tripp”, pelo menos nas duas músicas já conhecidas do álbum, respira o mesmo ar que bandas indies dos anos 1990, como Superchunk, Lambchop, Karl Hendricks Trio (todas lançaram pela Merge). E a voz de Crutchfield lembra ainda a de Kim Deal, musa eterna do rock noventista.

Antes de criar o Waxahatchee (o primeiro disco é de 2012), Katie tinha uma banda com a irmã gêmea, Allison, chamada Ackleys – Allison agora é parte do quarteto Swearin.

De volta ao Waxahatchee: a direta e crua “Under a Rock” acaba de sair, enquanto “Air”, cheia de nuances, foi divulgada há um tempo. Esse disco promete.

Autor: Tags:

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2015 música | 13:40

Divers: Muito punk para o indie, muito indie para o punk

Compartilhe: Twitter

divers

Soar como tanta coisa e lembrar tanta gente pode parecer falta de personalidade, mas no caso do Divers e deste disco “Hello Hello” a grande variedade de sons e referências guarda pelo menos uma característica em comum, a intensidade que está no centro de cada música, seja ela uma espécie de lamento, como “Getaway”, ou numa joia pop e garageira como “Breathless”.

A banda, de Portland, lança “Hello Hello”, o primeiro disco, na terça de carnaval. “Tracks”, “Lacuna”, “Listen Teller”, “Wild Calling”, “Stateline” – são várias as faixas recomendáveis do álbum.

E essa grande variedade de sons que aparecem no disco faz a banda ser chamada de punk, ou de indie, ou de punk-pop. O próprio quarteto diz: “Os indies dizem que somos uma banda punk. Os punks suspeitam que somos uma banda indie. As bandas que nos inspiram estão dos dois lados da cerca, mas elas compartilham o mesmo tipo de energia.”

O disco todo está abaixo.

Autor: Tags:

terça-feira, 10 de fevereiro de 2015 música | 14:19

Charli XCX e o cover de “Shake It Off”

Compartilhe: Twitter

É sempre arriscado fazer cover de músicas que dificilmente podem ser melhoradas, mas a Charli XCX surpreende com uma versão meio punk meio pop bubblegum de “Shake It Off”, joia pop da Taylor Swift. Não tem nada a ver com a original, mas é tão boa quanto.

O cover foi feito no programa “Live Lounge”, da britânica Radio 1.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 30 de janeiro de 2015 música | 13:36

Big Sean reúne Kanye West e Drake em “Blessings”

Compartilhe: Twitter

bigsean

Muita gente acha que Big Sean entrará para o círculo dos grandes rappers do mundo com “Dark Sky Paradise”, disco que sai no final de fevereiro e terá participações de nomes como Kanye West, Drake, Pusha T., Jhené Aiko e da namorada de Big Sean, Ariana Grande.

O primeiro single do disco acaba de chegar – e com certa pompa. É “Blessings”, faixa que reúne Kanye West e Drake. Diferentemente do que ocorreu em “Control” (em que a participação de Kendrick Lamar eclipsou Big Sean), desta vez o rapper  não se intimida com os dois bambas.

Autor: Tags: , , ,

segunda-feira, 19 de janeiro de 2015 música | 17:37

A dupla Fatnotronic e um disco perfeito para o verão

Compartilhe: Twitter

chitchat

“É som para o verão. Para ouvir na praia ou na piscina”, conta Phillip A. a este blog sobre “Brazilian Compilation Series Vol. 1”, EP que a dupla Fatnotronic lança em vinil no dia 26 de janeiro (dá para comprar pelo site da Juno).

Phillip é uma das metades do Fatnotronic – a outra é o Gorky, do Bonde do Rolê. A dupla é um dos principais nomes do Brasil a abastecer as pistas com grooves disco, funk e que bebem na música brasileira dos anos 70.

Esta “Brazilian Compilation Series Vol. 1” tem quatro faixas e foi gestada durante um especial que o Fatnotronic fez para a Radio 1 britânica, no programa comandado pelo onipresente Diplo. Daniel T, Tony Adams e Poolside ajudaram a dupla a fazer o mix para a rádio.

O EP traz “Onda”, faixa em que o Fatnotroni e o duo Poolside fazem um rework da música de mesmo nome do Cassiano, além de “Gold and Timber”, do próprio Fatnotronic, “Gravura”, de Daniel T., e “India”, do Tony Adams. Todas usam samples de canções antigas do groove brasileiro.

Autor: Tags: ,

sexta-feira, 12 de dezembro de 2014 música | 17:29

TV On The Radio, Taylor Swift e o melhor de 2014

Compartilhe: Twitter
Tunde Adebimpe em show do TV On The Radio - Ethan Miller/Getty Images

Tunde Adebimpe em show do TV On The Radio – Ethan Miller/Getty Images

O TV On the Radio criou (quase) uma obra-prima com “Seeds”. Um disco recheado de músicas tão diferentes entre si mas que fazem todo o sentido ao serem compiladas. Uma banda que nunca se prendeu a estilos constrói aqui um quebra-cabeça formado por peças de rock, funk, punk, noise, disco, pop e soul. E tudo se encaixa. Faixas como “Winter” e “Lazerray” são joias feitas à base de barulho e distorção. “Right Now” é uma das mais festivas músicas do ano. “Careful You” e “Trouble” emocionam, “Could You” é tensa na medida exata e “Ride” é uma mini-ópera-pós-punk. Mesmo que a primeira e a última faixa não correspondam, “Seeds” se sustenta como um disco único neste 2014.

Taylor Swift em show em Los Angeles - Jason Merritt/Getty Images

Taylor Swift em show em Los Angeles – Jason Merritt/Getty Images

E “1989” faz de Taylor Swift o principal nome novo do pop. O disco é também quase perfeito. Nenhuma cantora pop jovem consegue fazer letras tão espertas quanto irônicas como “Blank Space”, “Style” e “Shake It Off”. Os produtores Max martin e Shellback já trabalharam com zilhões de outros cantores, mas é aqui que a dupla consegue finalmente acertar a mão, sem exagerar no processamento da voz e nos beats. “1989” fica lado a lado com outros grandes discos do pop, como “FutureSex/LoveSounds” (Justin Timberlake) e “Like a Virgin” (Madonna).

Esses dois discos lideram minha lista de melhores de 2014, mas ficaram fora da lista das músicas, já que cada um deles teria que entrar com pelo menos três faixas.

Discos
TV On The Radio – “Seeds”
Taylor Swift – “1989”
Young Fathers – “Dead”
Arca – “Xen”
Ty Segall – “Manipulator”
FKA Twigs – “LP1”
Run the Jewels – “Run the Jewels 2”
Woods – “With Light and With Love”
Caribou – “Our Love”
Metronomy – “Love Letters”

Discos nacionais
Racionais – “Cores e Valores”
Tiê – “Esmeraldas”
Gui Boratto – “Abaporu”
Criolo – “Convoque Seu Buda”
Charme Chulo – “Crucificados pelo Sistema Bruto”
Far From Alaska – “modeHuman”
Ruído mm – “Rasura”
SeixlacK – “Seu Lugar É o Cemitério” (EP)
Soul One – “Pulso”
Holger – “Holger”

Músicas
Sharon Van Etten – “Your Love Is Killing Me”
Young Thug – “Danny Glover”
Sisyphus – “Lion’s Share”
Jimmy Edgar – “Burn”
Interpol – “My Desire”
Spoon – “Inside Out”
FKA Twigs – “Two Weeks”
Mac DeMarco – “Passing Out Pieces”
ILoveMakkonnen – “Tuesday”
Beyoncé – “Flawless (Remix)”

Autor: Tags:

  1. Primeira
  2. 1
  3. 2
  4. 3
  5. 4
  6. 5
  7. 10
  8. 20
  9. 30
  10. Última