Publicidade

Posts com a Tag copa do mundo

quarta-feira, 10 de abril de 2013 cultura | 14:11

Legado da Copa: na África do Sul, não se sabe o tamanho do rombo

Compartilhe: Twitter

Este blog esteve na Cidade do Cabo na semana passada para acompanhar o Cape Town Jazz Festival (primeira noite; segunda noite) além de aproveitar para passar pela ótima loja de discos Mabu Vynil. Mas o futebol, e em particular a Copa do Mundo, esteve tão em evidência na viagem quanto a música.

Assim que descobriam que eu era brasileiro, a maioria das pessoas (sul-africanos, moçambicanos, italianos, japoneses etc.) exclamava: 1) Neymar; 2) Vocês estão preparados para a Copa do Mundo?

Estamos preparados? Os sul-africanos, praticamente todos eles, afirmaram, após expressar minhas dúvidas, que, assim como ocorreu com a África do Sul, o Brasil conseguirá preparar tudo até julho de 2014. A questão principal, apontavam, era outra – é depois da Copa. Porque pelo menos para a Cidade do Cabo, o Mundial deixou um legado tanto “do bem” como “do mal”.

Veja o caso do portentoso Cape Town Stadium (capacidade: 55 mil). Custou US$ 600 milhões em dinheiro público e é administrado pela prefeitura da cidade. No Mundial de 2010, recebeu jogos como Uruguai x França, Argentina x Alemanha e a semifinal Holanda x Uruguai. Hoje, é a casa do principal time da cidade, o Ajax Cape Town (outros dois clubes baseados no município,  Santos e Vasco da Gama, jogam em outro local).

Bem, pois o bonito Cape Town Stadium virou uma dor de cabeça enorme para a população da Cidade do Cabo. Porque em jogos do Ajax o estádio nunca tem lotação esgotada, e os times de rugby preferem usar outro local. Uma forma de arrecadação é com os shows (já tocaram ali nomes como Linkin Park, Lady Gaga, U2; Justin Bieber tem apresentação marcada para maio).

Mas, mesmo com os shows, o estádio é deficitário – tão deficitário que não se sabe o tamanho do prejuízo anual.

Reportagem é ilustrada por arquibancada vazia durante jogo do Ajax

Segundo recente reportagem do jornal “Cape Argus”, um estudo que vazou para a publicação mostra um rombo de US$ 33 milhões entre o final de 2009 e fevereiro de 2013. Esses números são contestados pela administração da cidade, que afirma que o prejuízo não ultrapassa US$ 5 milhões por ano – mas nenhum político sabe dizer o valor correto do quanto a cidade gasta com o estádio.

“Aparentemente, apenas poucas pessoas realmente sabem o valor do custo do estádio”, disse Yagyah Adams, membro de um comitê financeiro da cidade e um dos autores do estudo.

Mas a Copa do Mundo trouxe orgulho para os habitantes da Cidade do Cabo. A cidade tornou-se mais limpa, organizada, com transporte público mais eficiente. E o aeroporto (renovado, amplo, bonito, eficiente) faz com que os de São Paulo e Rio pareçam rodoviárias de cidade do interior.

O problema, para a Cidade do Cabo, é o estádio.

Autor: Tags: