Publicidade

Posts com a Tag damon albarn

domingo, 24 de março de 2013 música | 02:14

O britpop acabou: Noel Gallagher e Damon Albarn juntos

Compartilhe: Twitter

Pode enterrar definitivamente o britpop. Noel Gallagher e Damon Albarn se apresentaram juntos na noite deste 23 de março, em Londres.

Nos anos 1990, entre 1994 e 1997 principalmente, a música pop ERA o britpop. Oasis, Blur e Pulp foram responsáveis pelo que de melhor e mais empolgante se fazia no rock.

Muito do apelo do britpop vinha não apenas das melodias de “Rock and Roll Star”, “Wonderwall”, “Babies” e “Girls and Boys”, mas também da eterna (bem, parecia eterna) rivalidade entre Oasis e Blur, entre os irmãos Gallagher e Damon Albarn e cia. As lembranças daquela coisa Blur x Oasis ajudavam a manter viva uma época já longínqua do pop. Não mais.

Essa rivalidade, que já vinha esfriando há algum tempo, acabou de vez neste sábado, no palco do classudo Royal Albert Hall, em Londres.

Noel Gallagher foi curador da série de shows beneficentes Teenage Cancer Trust, e escalou nomes como Primal Scream para tocar no evento. Um dos chamados foi Damon Albarn.

O burburinho de que Damon e Noel poderiam se apresentar juntos movimentou o noticiário pop nos últimos dias. E se tornou realidade quando Damon, ao microfone, na noite deste sábado, chamou: “Noel? Noel?”.

Damon Albarn estava acompanhado por Grahan Coxon e Paul Weller. Com Noel, o grupo tocou “Tender”, uma das mais lindas faixas do Blur – e do pop, por que não?

Autor: Tags: , , , ,

terça-feira, 3 de abril de 2012 música | 17:34

A ressurreição de Bobby Womack

Compartilhe: Twitter

“Please Forgive My Heart”. Não me lembro de uma música recente tão linda quanto esta joia do Bobby Womack.

Coloquei essa faixa para abrir a mixtape Playlist #2. É o primeiro single de “The Bravest Man in the Universe”, disco que sai em junho pelo selo XL (Adele, White Stripes, The XX).

“Bravest…” é o primeiro disco de Bobby Womack desde “Resurrection”, de 1994. Hoje com 68 anos, Womack fez certo sucesso nos anos 1970 tanto como guitarrista de Sam Cooke como por hits próprios (“Lookin for a Love”, “Across 110th Street”, “If You Think You’re Lonely Now”).

A nota triste é que há poucos dias Womack foi diagnosticado com câncer de cólon (mas, segundo diz o próprio cantor, o câncer está em fase inicial).

Bem, o disco é produzido por Damon Albarn e por Richard Russell (este o chefe da XL). Pelo menos em “Please Forgive My Heart”, a dupla acerta BEM a mão. A música tem tudo no lugar, nenhum excesso – deixa a voz de Womack flutuar.

Autor: Tags: ,